terça-feira, 13 de maio de 2014

Após corte de bolsas Movimento Estudantil organiza paralisação na Unesp Bauru

13 de maio de 2014, por Caroline Mazzer em Bauru.


“É  um dia para os alunos irem à universidade com intuito de refletir sobre o que é ensino público de qualidade” diz integrante do movimento estudantil"

Lara Pires 

Parte dos alunos e dos funcionários da Universidade Estadual “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), campus de Bauru, participaram de uma paralisação das atividades nesta última segunda-feira. A decisão de suspender as atividades do dia foi deliberada em assembleias realizadas pelo movimento estudantil.

                                     (Cartazes evidenciaram a insatisfação dos alunos.)
                                                                 Créditos: Lara Pires

A paralisação ocorreu em protesto ao corte de bolsas de projetos de extensão, que são importantes na formação profissional dos estudantes e para comunidade, já que alguns destes  são de cunho social.

Outra reivindicação por parte dos sindicatos de funcionários técnicos-administrativos é a equiparação salarial, pauta do Fórum das Seis, organização de funcionários docentes e não docentes da Unesp, Usp e Unicamp.

        (Nas assembleias foram discutidas as maiores motivações que levaram à paralisação.)
                                                           Créditos: Caroline Mazzer

De acordo com o estudante de Jornalismo, Thales  Diniz “ A paralisação do dia 12 é um ato político de protesto contra o sucateamento do ensino e o distanciamento da universidade da comunidade  externa, que perdeu projetos que beneficiavam o dia a dia, devido ao corte de verba para a realização de atividades como deslocamentos, compra de equipamentos e apresentação do projeto em eventos universitários”.

                                     (Aluna se manifestando durante o dia de paralisação)
                                                                 Créditos: Lara Pires

O dia seguiu com discussões e assembleias realizadas pelo Movimento Estudantil para a definição dos próximas ações de protesto, que podem acarretar em uma possível greve.

Matéria produzida pelos alunos de jornalismo do 1º termo: Bárbara Pungi Villela (pauteira); Caroline Mazzer de Souza (editora); Geizimara de Oliveira Polito (produtora); Tito Amado (produtor) e .Lara Pires (repórter).

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...